Como a publicidade atua na mente da criança

Para debater as regras do direcionamento da publicidade direcionada ao público infantil, o projeto Criança e Consumo, do Instituto Alana, entrevistou a advogada Taís Gasparian, o também advogado e desembargador aposentado do Tribunal de Justiça de São Paulo Rizzatto Nunes e o juiz e professor de Direito Paulo Scartezzini.

De acordo com Rizzatto Nunes, a publicidade gera um conflito entre pais e filhos. “Se eu tiro a publicidade, eu ajudo o pai a educar o filho”.  Para Taís Gasparian, os pais acabam exercendo uma autorregulamentação, muito mais do que uma regulamentação estatal imposta. Paulo Scartezzini acredita que toda a população deva pressionar o congresso  nacional para que se edite uma norma que regulamente a publicidade.